sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Mais um Karmann Ghia foi salvo

Recebi a notícia que mais um Karmann Ghia foi salvo de um destino incerto. O Apaixonado por KG´s, João Cesar dos Santos de Soledade-RS, irá relatar em seu blog Máquinas & Histórias a restauração do mesmo. Não deixem de acompanhar.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Melhor do que a encomenda???

Pois é, todo mundo falando que eu atirei no que vi e acertei o que não vi (de novo... segundo o Andrés, rsrsrs). Não foram encontradas surpresas na estrutura do KG, apenas uma suspeita de conserto no paralama traseiro esquerdo, na parte inferior. Mas fiquei com dúvida: será um conserto recente? É um conserto antigo devido a quantidade de estanho utilizada? Ou por fim, é uma emenda de fábrica? No local não foi encontrada quantidade significativa de massa plástica.
E também um conserto na lateral esquerda entre a porta e o paralamas, mas com a mesma suspeita.
Em tempo: o Andrés é ex-presidente de nosso Veteran Car Club, profundo conhecedor de automóveis antigos e grande amigo e incentivador na restauração do KG.

O trabalho continua....(Streap Tease III)

O trabalho de remoção de tinta continua. Após a etapa do removedor pastoso entra em ação o disco CS (Clean & Strip) da 3M que deixa a chapa de aço "cromada". Este disco parece uma Scoth Brite mais dura. Segue uma foto do resultado do trabalho e o Frank, que é o responsável pela preparação, em ação na remoção da tinta.
Após a remoção, que está sendo feita por partes, a chapa nua é imediatamente protegida e recebe uma aplicação de massa poliéster (DuPont) para evitar que o trabalho se perca devido a oxidação. Esta camada de massa muito fina será praticamente removida em sua totalidade na etapa de lixação, ficando apenas nos lugares que contém irregularidades.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Estanho

Como já comentei este carro era feito "a mão" como dizia a própria propaganda de época da VW. O carro era montado e tinha seu acabamento de forma artesanal.
imagem retirada do blog pumauniverso

As emendas das chapas eram feitas com estanho. As fotos após a remoção da tinta comprovam este fato e também o excelente estado da carroceria do veículo. Podemos dizer que ele estava "lacrado" pois não foram encontrados grandes consertos que indicassem batidas frontais ou laterais.


domingo, 12 de dezembro de 2010

Instrumentos Painel - mistério resolvido

Na mesma linha de pensamento do tópico abaixo pesquisei por fotos de Karmann Ghia TC, mais precisamente do painel. Encontrei algumas e este tópico no Blog do KG Clube de BH que possui fotos do painel que ajudam a esclarecer um pouco. Observem que o velocímetro é o mesmo do Karmann Ghia 1971 e 1972, sem o jacarandá. Então podemos supor que a VW a partir do segundo semestre de 1970 adotou a mesma padronização nos Karmann Ghia tradicionais e no TC com o objetivo já citado abaixo. Mais um mistério solucionado meu caro Watson.

Bancos - mudança do desenho da capa 1970 - 1971

Conforme comentei no tópico sobre as diferenças do desenho da capa dos bancos entre 1970 e 1971, ficou uma pergunta no ar...
Neste final de semana relendo o livro Automóveis Brasileiros do amigo Enio Brandenburg, acredito que encontrei a resposta da pergunta. Segundo o livro, o Karmann Ghia TC foi lançado no segundo semestre de 1970, então me parece óbvio que a VW utilizou o mesmo desenho de capa, já que a estrutura dos bancos era a mesma, nos dois modelos: Karmann Ghia e Karmann Ghia TC,  para otimização de custos e estoque. Parece que um dos mistérios foi resolvido!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Streap Tease - parte II

Os trabalhos estão indo bem, ao "tirar a roupa" podemos ver que está  "com tudo em cima". A frente realmente nunca sofreu nenhuma batida que necessitou de reparos. As emendas com estanho estão intactas, e falando sério, como tem estanho neste carro. Olha, eu nunca tinha visto um carro com funilaria em estanho e tenho que dizer: é um trabalho sensacional. É uma pena que não se faz mais este tipo de serviço por aqui. É outro nível de acabamento. Após a remoção da camada de tinta e fundo com removedor pastoso, o carro é todo lixado, ficando com este aspecto "cromado", notem as camadas de estanho nas emendas dos painéis

Instrumentos do painel - mais mistérios...

Conforme comentei no tópico anterior quando tratamos de VW antigos não existe apenas uma verdade. Além das diferenças nos bancos dianteiros, painel de jacarandá, tenho outra: os instrumentos do painel.
Observem nas duas primeiras fotos do tópico citado: a primeira é do Karmann Ghia 1970 onde podemos notar que os ponteiros dos instrumentos apresentam cor branca e o fundo da parte central do velocímetro é revestido de jacarandá. Já na segunda foto, Karmann Ghia 1972, os ponteiros são na cor laranja e o fundo da parte central é prata.
Esta mesma configuração do 1972 é observada no ano de 1971 no modelo que ilustra a reportagem da revista Classic Show (já citado no tópico Bancos - diferenças) e também no meu exemplar.
Será que esta é mais uma mudança sutil que a VW implantou entre 1970 e 1971?
Como diria o Zé Ramalho: "Mistérios da meia-noite que voam longe que você nunca não sabe nunca se vão se ficam quem vai quem foi..."

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O Jacarandá - este ilustre "desconhecido"

Desconhecido no sentido que em termos de VW antigos nunca temos uma "única" verdade como poderemos ver neste tópico. As fotos que ilustram o texto são de dois painéis de jacarandá originais, um do ano de 1970 e outro de 1972. As diferenças são nítidas no tom das cores e também nos "veios" (tanto em cor como em forma). Mesmo que viessem de um único fabricante nós sabemos que sempre existem diferenças em lotes de produção distintos, ainda mais no intervalo de 2 anos. Se hoje, na era digital, peças de um mesmo lote já apresentam diferença (vide exemplo de um simples revestimento cerâmico), imaginem no início da década de 70, onde equipamentos e processos não apresentavam a mesma sofisticação dos atuais.
Seguem as fotos, as conclusões eu deixo por conta dos leitores...

KG 1970
KG 1972

KG 1970
KG 1972


KG 1970
 KG 1972

A 3M possui nos EUA um material chamado Di-Noc, que reproduz diversas texturas de madeira, algumas bem semelhante ao do nosso ilustre painel de jacarandá. O problema é que este material é vendido a peso (ou melhor metro) de ouro no Mercado Livre. O pessoal pede por uma simples tira de 1,35m x 0,35m a importância de R$ 400,00. Vejam o código que mais remete ao nosso jacarandá e coloquem um comentário.
Em casas de material para estofaria existe um revestimento vinílico para piso que imita tábuas. Também possui alguma semelhança, mas não se compara ao da 3M e também possui um tonalidade mais clara, semelhante ao da forração da porta da última foto (é uma reprodução). Ele tem o incoveniente de possuir linhas (para imitar a largura das tábuas) a cada 16,5cm. Pelas medidas que tirei esta linha pode ficar visível na parte mais larga do painel, onde vão os instrumentos. O material custa em média R$ 20,00/m, é necessário comprar aproximadamente 1,40m. Como ele tem 2m de largura, dá para fazer painel para uns cinco KG.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Streap Tease - Parte I

Hoje teve início os trabalhos de remoção da pintura antiga. Teto e parte frontal. Os resultados foram acima da expectativa. O carro praticamente não tem massa plástica nestas regiões e onde colocaram foi de forma incorreta pois não havia a necessidade já que a chapa estava original, sem amassados e/ou deformações. Indica claramente que a pessoa que "preparou" para a pintura não sabia o que estava fazendo. A remoção do material no nariz e paralamas dianteiros indica que o carro nunca foi batido frontalmente. A tinta original (Vermelho Montana) foi removida em uma das reformas anteriores. A lataria foi protegida com um material conhecido antigamente como Zarcão (era um esmalte sintético utilizado como fundo anti-oxidante, cor laranja). Seguem algumas fotos do primeiro dia.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Bancos - diferenças

Modelo 1970

Modelo 1971 / 1972
Os dois modelos acima utilizam a mesma estrutura de bancos, a larga, adotada nos Karmann Ghia de 1970 a 1972 e posteriormente nos Karmann Ghia TC. A primeira foto é do KG 1970 original, nunca restaurado. Ilustrações no Manual do Proprietário confirmam este desenho de capa, mas o manual foi editado para os modelos 1970. É claro que a VW não iria mudar o manual a cada ano. A foto seguinte é de um KG ano 1972, restaurado. O modelo de capa é o mesmo que foi utilizado nos TC´s. Este desenho pode ser visto no KG ano 1971 que ilustra a matéria da revista Classic Show n° 17 de 2003. Segundo a revista o veículo em questão apresenta os estofamentos e interior conforme os padrões originais apesar de ter sido restaurado. Agora persiste a dúvida: os bancos sofreram mudança de desenho na sua capa entre 1970 e 1971???

sábado, 4 de dezembro de 2010

Karmann Ghia 1970 - 8.856 Km ORIGINAIS!!!

Sempre que inicio a restauração de um veículo antigo o primeiro passo é o levantamento de informações detalhadas (herança do tempos de universidade e mestrado). Este levantamento passa desde a pesquisa bibliográfica (quando disponível), continua em sites da internet e culmina em visitas a colecionadores que possuam o mesmo modelo. Eu tive a felicidade e oportunidade de conhecer um grande apaixonado por Volkswagens e agora um amigo, que possui um exemplar que posso considerar um dos melhores do país, pois nunca foi restaurado e possui apenas 8.856 quilometros originais. Este exemplar derrubou algumas "verdades" que tínhamos aqui no Veteran sobre os itens de acabamento dos VW´s, em particular dos Karmann Ghias. Nos tópicos abaixo vamos ter uma série de informações que em muito irão contribuir na restauração do meu KG e também poderão auxiliar outros entusiastas.

Costura eletrônica:
Sempre imaginamos por aqui que os acabamentos da janela de saída do ar quente na caixa de ar, alavanca de marchas e registro do ar quente possuiam costura eletrônica. NÃO, é uma simples costura de máquina conforme ilustram as fotos abaixo. Isto facilita em muito a restauração. Pena não encontrarmos mais o "carrapatinho" cinza rajado original. Ilustrações no Manual do Proprietário corroboram as fotos abaixo.
Carpet - Bouclet Cinza Rajado:
Atrás dos bancos dianteiros e traseiros, o revestimento é com carpet. Este material original não se encontra mais e o que existe atualmente está longe do padrão VW original. O acabamento original é uma coisa impecável e a conservação é de deixar qualquer antigomobilista "babando" (mas não no carpet senão estraga...). Observe que o cinto de segurança traseiro vai preso na caixa do paralama traseiro (existe uma porca presa a um reforço na parte externa do paralama. No meu KG estava tapado com massa de calafetar.

Pequenos detalhes:
Em poucos KG eu vi estes detalhes importantes de acabamento.
Gancho que prende o encosto do banco traseiro quando rebatido:

Friso em alumínio cromado que fica atrás do encosto do banco traseiro.

Detalhe do banco (ano 1970) e de onde vai preso o cinto de segurança. No assoalho existe também uma porca presa a um reforço para o cinto. Neste caso, no meu KG, eles taparam com solda. Foi mais difícil para desobstruir mas o trabalho deu certo.

Zincado ou Bicromatizado???
Sempre tínhamos como verdade que todos parafusos e outros detalhes em metais nos VW´s eram bicromatizados (banho de proteção em tom amarelado). Nos fuscas e outros isto é procedente. Parece que nos KG´s a VW resolveu inovar, parafusos e demais itens são zincados (banho em cor prateada).

Encosto do banco dianteiro:
detalhes dos parafusos e costura que ficam na parte posterior do encosto.

Puxador interno da porta:
Muitos imaginam que o puxador do KG é o mesmo do Fusca, mas são diferentes. O do KG é mais fino e também apresenta comprimento maior.

Acabamentos no nariz (internos, onde vai o estepe):
Este é o item mais raro que já vi: como eram os acabamentos no nariz...O espaço entre a tomada de ar dianteira e a chapa lateral do paralama, era preenchido com...pasmem, um simples pedaço de espuma. E o espaço entre a chapa do nariz com a lateral do paralamas era fechada com um perfil de borracha pintado na cor do carro. A espuma também acabava pintada porque era instalada antes da pintura do carro.

Mais fotos de detalhes:

Sempre nos preocupamos que o jacarandá do painel deve ser idêntico ao da forração lateral. Nem a VW fazia assim...

Detalhe da junta de amianto ainda original:

 Olha aí o hodômetro...
 
Vejam que na borracha, logo acima do parafuso de fixação, existe um furo para saída de água. Este furo se conecta em uma mangueirinha que pode ser vista em uma das fotos acima (acabamentos do nariz).